Balão de Ar


Balão de Ar

É noite clara, o vento sopra,
De onde será que ela vem?
Ouço alguém bater na porta,
Abro e não vejo ninguém.
Conto as estrelas de madrugada,
Enquanto o sol não vem.
Parece longa a minha estrada,
Um metro parece cem.
Vou levando, vou deixando levar...
Vou buscando, vou tentando encontrar...
Faço planos, quero realizar...
Se me engano, eu não quero acordar.
Se acordo, não quero acreditar.
Vou gritando, pra você me escutar.
Vou soprando, esse balão de ar.
Vou deixando, o vento me levar.
Se me engano, eu não quero acordar.
Se acordo, não quero acreditar.

Jefferson / Nicolas

0 comentários:

Postar um comentário