Domingo...!


Domingo...!

Sinto seu coração bater quando
Encosto minha cabeça em seu peito
E me sinto vivo quando perco
As contas dos batimentos.
Me sinto feliz e me vejo completo
Sem lágrimas, sem dor.
Com você arrisco criticas e aplausos
Somos um só doa aquém doer...
Sou vicio porque já não consigo
Viver sem seu sorriso, seu ar.
Sou silencio, mas o desejo é de gritar...
E se não grito ao menos posso sonhar
E se sonho faço planos, que só te contarei
Quando for domingo quando te sentir na ponta dos meus pés
junto ao meu corpo porque domingo
Prefiro calar e o resto vira reticência
Exclamação que vira paciência, talvez ciência
Já não sei explicar...!


Nicolas César

2 comentários:

Uau!

Dificilmente alguma coisa me deixa sem palavras... mas me senti na expectativa de vê-la no domingo subindo nos seus pés e fazendo com que todas as palavras e gritos se calem num beijo...
Lindo!

 

kkkkkkkkkkkkkk
obrigado mesmo de coração
tudo de bom!!!!

 

Postar um comentário