Relatividade


Relatividade

Sou o que sou e posso até ser mais,
Mas tudo vai depender da relatividade,
 Te dou risos quando sou piada,
Sou frio quando estar quente
E se estiver quente, coloco água no café
Na medida certa pra não queimar seus
Lábios... meus lábios...
Aposto na sua presença
Quando a solidão ousa a aproveitar-se
Da minha vida, simplesmente te amo
E não sei como parar...
Porque simplesmente
Não quero que pare.


Nicolas César

0 comentários:

Postar um comentário